Casinha de Paris

Paris foi uma nova vida que começou para nós depois de Londres.

Londres foi um lugar um pouco pesado, em relação ao clima chuvoso e frio, as pessoas são bastante fechadas, morávamos num quarto caríssimo e estávamos um pouco cheios de tudo aquilo.

Paris surgiu para iluminar mais nossas vidas, nossas fotos, nossa relação e nossos conhecimentos.

Primeiro, alugamos uma casa incrível, toda rústica com cara de casa de vó, jardim, árvores, janelas enormes, cores e ar puro. A casa ficava nos arredores de Paris, mas dizer perto de paris é bem diferente se dissermos que moramos perto de São Paulo; lá pegávamos o trem e em apenas 15 minutos estávamos no centro de Paris.

Estação: La Garenne-Colombes

Essa casa foi muito especial, pois ali nos unimos muito. Todos os dias fazíamos nossos jantarzinhos com vinho e velas no jardim (um vinho bom custa cerca de RS3,00 em Paris – então imagine), trabalhávamos ao ar livre, o clima estava perfeito, nem frio – nem calor demais, tínhamos muito espaço, janelas enormes que deixavam entrar uma luz linda todos os dias e estar ali aguçou muito a nossa criatividade.

Nossa casinha em Paris

Essa próxima foto foi feita nos primeiros dias que chegamos, no nosso primeiro jantarzinho e o Leandro escreveu esse texto com ela:

A vida a dois é um exercício de concessões. Inúmeras vezes abrimos mão de hábitos, crenças e desejos em nome de uma relação.Como diria Rousseau: só é possível ao homem ter um certo grau de liberdade se ele abrir mão da mesma visando o bem comum.Quando chega o momento em que acredita que está perdendo sua personalidade, é só olhar por fora para perceber que o fato de estar aberto lhe permitiu receber inúmeras coisas boas e agregar outras qualidades que jamais se alcançaria sozinho.Hoje, mais do que nunca, je ne regrette rien!

Em Londres já tínhamos feitos algumas fotos minhas, mas foi em Paris que isso tudo ficou sério. Começamos a fazer testes de várias coisas que tínhamos vontade de pôr em prática, desde ângulos, poses e até aproveitar todas as luzes das janelas de todos os ambientes da casa e em todos os horários (já que a luz vai mudando). E foi aí que os resultados foram ficando cada mais mais incríveis para nós e estávamos ali viciados em fotografar um ao outro.

Pelo menos duas vezes por semana a gente desmontava a sala da casa, arrastava os móveis para conseguir os cantos mais bonitos da casa, as luzes mais especiais entrando por aquelas janelas. Fazíamos a maquiagem mais simples possível, pouca roupa, dávamos uma olhada em algumas referências como inspiração e  era sempre assim que começava. Mas o que contou realmente para que tudo fluísse foi a nossa intimidade, nossa confiança um no outro e o momento que estávamos vivendo ali e assim eu aprendi a posar para o Leandro da forma que ele gosta e ele para mim.

Até que o resultado foi tão maior do que esperávamos que nossa história foi parar na Revista VIP para fechar com chave de ouro toda essa experiência que tivemos.

Érika de Faria Revista VIP

Na casinha foi também onde construí uma série refletindo sobre um hóspede-estrangeiro em busca de luz e autoconhecimento em um país da Europa, onde sempre foi dito como prometido e no momento está passando pela maior crise econômica de sua história. Em breve farei meu site e estarão todas as fotos e um texto sobre a série.

Inspirado no pintor Edward Hopper

Nossa história nessa casinha foi assim.

Anúncios

6 pensamentos sobre “Casinha de Paris

  1. Quão doces e feitos um para o outro vocês podem ser? Estou encantada com a foto, com a doçura com que você fala dele e com Paris, vista e descrita por você que tem um olhar tão lindo para a fotografia e para o amor… Meu namorado e eu vivemos planejando nossa viagem pra Europa, com pouca coisa e pelos lugares mais escondidos, queremos viver um tempo lá, mas não como estrangeiros. Queremos, mesmo que por pouco tempo, fazer parte desse lugar que tem essa luz maravilhosa, essa cor de amor, não sei explicar. Ler o seu post me fez ter ainda mais certeza de que é isso o que eu quero pra mim. A fotografia eu tenho certeza faz tempo, mas ver a ”mudança criativa” que essa viagem fez em vocês me deixou com mais vontade ainda! Parabéns pelo trabalho e pelo relacionamento tão lindo de vocês, o que é tão raro hoje em dia! As fotos estão maravilhosas! A gente vai mergulhando e sentindo cada uma delas. Me lembrou Lars Von Trier com o seu cinema de sensações. Não vejo a hora de ver mais fotos! haha Um beijo ❤

    • Sabrina,
      que palavras tão lindas as suas!
      Fiquei emocionada!
      Planeje e faça acontecer tudo isso na sua vida! Não deixe pra depois!
      Pois além da viagem, que já será maravilhosa, o crescimento pessoal, profissional e como ser humano que você terá, será impagável!
      Muito obrigada pela mensagem!
      Um beijo grande ❤

  2. Lindas as fotos, a casa dos meus sonhos, rsss. E sem contar o casal, vcs são lindos e demonstram que estão em harmonia um ao outro. Gostei do blog parabéns, grande abraço a esse casal maravilhoso.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s